Bem-vindo à página oficial do IICT

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
23 de Julho de 2017
 
Pesquisa Search
Notícias
Documentação do AHU em destaque em exposições patentes em Lisboa

 

 

Pelo seu valor e riqueza, o AHU é solicitado com frequência para a disponibilização de peças do ser acervo para a inclusão em grandes exposições e eventos culturais. É o caso das exposições Exploradores do Oriente. Jóias de Ouro da Antiga Goa, inaugurada no passado dia 16 de Abril, no Museu Nacional de Arte Antiga, e Luís Serrão Pimentel e a Ciência em Portugal no sécs. XVII, que esteve aberta na Biblioteca Nacional de Lisboa, entre os dias 28 de Fevereiro e 30 de Abril.
 
No primeiro caso, a exposição reúne o espólio de objectos em ouro, provenientes da rica tradição de joalharia da Índia, depositados por famílias goesas nos cofres do Banco Nacional Ultramarino, em Pangim e em outras delegações de Goa, e que foi trazido para Portugal, em 1961, pelo gerente geral do Banco naquele território. Junto com essa exibição e em destaque no respectivo catálogo, encontra-se uma obra do acervo do AHU, Usos, costumes e ofícios da Índia, de 1846, que reúne um conjunto de belíssimas aguarelas sobre papel, da autoria de Manuel da Cunha Maldonado, representando tipos sociais da Índia.
 
Por outro lado, na sala de exposições da Biblioteca Nacional esteve patente, até ao passado dia 30 de Abril, uma exposição sobre a vida e obra de Luís Serrão Pimentel (1613-1679), por ocasião da comemoração dos quatrocentos anos do nascimento daquele que foi um dos mais distintos homens de ciência no Portugal seiscentista, engenheiro-mor do Reino, tenente general de artilharia, lente e teórico de náutica e arquitectura militar. Entre os objectos em exposição, que ilustram o mundo científico português no qual Serrão Pimentel se movimentou, consta uma Carta, datada de 24 de Janeiro de 1707, de Manuel Pimentel, cosmógrafo também ele, e filho de Luís Serrão Pimentel, dirigida ao Secretário do Conselho Ultramarino, André Lopes de Lavre, dando parecer favorável à concessão da ajuda de custo que pedia o capitão engenheiro Diogo da Silveira Veloso para comprar livros e instrumentos necessários para o seu serviço e ensino dos seus discípulos da Aula da Baía. Anexo a essa carta, e também apresentado na exposição, encontra-se um rol dos livros e instrumentos considerados necessários para o ensino de fortificações tal como ele era praticado, então, nas praças do Brasil e Angola. Estas peças do AHU pertencem ao fundo do Conselho Ultramarino, série Baía. 
 
 
Bayé em vestido de Festa 
 
 Manuel da Cunha Maldonado, “Bayé em vestido de Festa”, 1846, Aguarela sobre papel in Usos, costumes e ofícios da Índia, AHU.
 
 Carta do cosmógrafo-mor Manuel Pimentel
 
Carta do [cosmógrafo-mor] Manuel Pimentel ao [secretário do Conselho Ultramarino] André Lopes de Lavre com “Rol dos Livros e Instrumentos necessários a um Engenheiro”. [Baía], 24 de Janeiro de 1707. AHU, CU, Baía.
 
  
2014-05-08
© 2007 IICT - Instituto de Investigação Científica Tropical
Rua da Junqueira, n.º 86 - 1º, 1300-344 Lisboa | Tel: 21 361 63 40 | Fax: 21 363 14 60 | email: iict@iict.pt